Noite... Fugir

|


Sinto me fraco, estou adormecer

Sinto me fraco, estou adormecer

Adormecer, calmo e sossegado

Era capaz de dormir para sempre agora

E esquecer que existi…sereno

Alcançar a serenidade do vazio


Nada fiz para ter esta paz

Esquecer que me faltas

Dormir sem pensar em mais nada

Nem tão pouco sonhar, desprovido de pensamentos

Repousar e deixar-me extinguir


Se pudesse dormir para sempre

Talvez hoje fosse o dia para o fazer

Não sinto nada agora, só a tua falta

A inevitável fraqueza sempre presente

Se pudesse dormir para sempre…



Foto:http://www.olhares.com/kp4050

1 comentários:

Carla disse...

Às vezes é o que apetece... ou acordar com memória selectiva, para não nos recordarmos daquilo que nos faz querer dormir. Beijo grande.