Clamar por uma nova ordem

|

Bem-vindo, este é o meu mundo

Bem-vindo, este é o meu mundo

A justiça é uma miragem, a verdade apenas um fonema

Liberdade é uma ilusão, igualdade uma utopia

Esperança de melhor, é o menu do sistema

Presos nesta cela de mentira


Neste mundo tudo se compra

A justiça não significa nada agora

Apenas a sentença tem valor

Não importa se és amigo ou inimigo

Só querem que sejas culpado, para a tua alma consumirem


A verdade pouco importa

A mentira não é relevante

Se puderes comprar a vergonha

Pouco importa se és culpado ou inocente

Podes comprar a dignidade e oferece-la aos que tem fome de desgraça


A ilusão de liberdade muito forte

Não podes viver livre, apenas fútil

Apenas sonhar é ainda livre

Pouco importa o que pensas ou falas

Ninguém que te quer ouvir, vendem te ideias mortas para consumo rápido


Não tentes entender a igualdade

Deixou de existir a muito tempo

Foi morta a nascença e vendida

Não adianta ter ideais de paz e prosperidade

Vendem te antes imagens adulteradas de bondade, podes alimentar-te delas a cada olhar


Tudo isto revolta te na esperança

Essa deixam tê-la, sem lhe mexer

Preferem assim, mas nada podes combater

Ninguém te deixa libertar o vizinho desta cela

O sistema está perfeito, a maquina foi bem desenhada, e nos fomos adora-la


Compramos este sistema

Compramos a justiça

Compramos esta sentença

Que interessa qual o ditador

Ate ele foi comprado para o sistema, envolto em ideais, mas comprado pelo egoísmo

Só nos resta a alimentar esta máquina disfarçada de igualdade e continuar a mentira


Bem-vindo, este é o meu mundo

A justiça é uma miragem, a verdade apenas um fonema

Liberdade é uma ilusão, igualdade uma utopia

Esperança de melhor, é o menu do sistema

Presos nesta cela de mentira


Qual irreal qual que?

Quero me libertar desta máquina, quero um mundo novo

Tudo aqui está errado, tou pronto para esta guerra

Uma nova ordem é exigível

Tirar os falsos faraós dos seus tronos

Quem são eles para me mandar marchar por ideais que nem eles acreditam

A nova ordem está a bater a porta… vou abri-la.

Foto:http://www.olhares.com/kp4050

2 comentários:

Carla disse...

É preciso acreditar que há portas para abrir, que existe a liberdade de as abrirmos :) Gostei muito deste teu cantinho :) Beijo enorme.

Anónimo disse...

Isso filho, dá-lhes na espinha, mostra como é! Noddy ao poder uhhhhhh!! lol :P